Elenco principal masculino, assim como feminino e time B, terá redução salarial

Assim como vários clubes pelo mundo têm feito nos últimos dias, o Atlético de Madrid anunciou, nesta quinta-feira (2), a redução de 70% no salário de seus jogadores para ajudar a aliviar o impacto econômico causado pela paralisação do futebol devido à pandemia de novo coronavírus.

“O processo vai atingir jogadores do primeiro time masculino, do primeiro time feminino e do Atlético de Madrid B, enquanto durar a declaração do estado de emergência”, relatou o Atlético de Madrid em comunicado, referindo-se à atitude do governo espanhol em confinar a população até 11 de abril.

Os jogadores do time principal também farão uma contribuição para ajudar a pagar o salário de outros 430 funcionários do clube. “Para possibilitar, a primeira equipe contribuirá com metade do valor necessário e os membros do Comitê de Gestão do clube, composto pelo CEO e pelos diretores das diferentes áreas, a outra metade”, acrescentou o clube, sem especificar nomes.

O Atlético lembra que as medidas são tomadas com o objetivo de “salvaguardar a viabilidade econômica do clube”, buscando “minimizar ao máximo o efeito da mesma sobre os salários de seus funcionários”.

O Atlético seguiu o mesmo caminho do Barcelona, que, na segunda-feira (30), também rreduziu o salário de seus atletas em 70% até o fim da pandemia. Com isso, o clube catalão vai economizar cerca de 14 milhões de euros (R$ 80 milhões) por mês apenas com o time principal, além de outros dois milhões de euros de descontos nas demais seções profissionais do clube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui