Um veterano da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) de 104 anos se tornou a pessoa mais velha do mundo a se recuperar do novo coronavírus. Nascido em 1916, William ‘Bill’ Lapschies já tinha sobrevivido ao próprio conflito armado, o maior da história da humanidade, e à gripe espanhola, que infectou 500 milhões de pessoas entre 1918 e 1920.

Segundo o canal Koin, o americano foi um dos dois primeiros residentes da Casa de Veteranos Edward C Allworth, em Oregon, a testar positivo para a covid-19 – até o momento, 15 moradores do local também foram confirmados com a doença e dois morreram. Os primeiros sintomas foram sentidos no dia 5 de março.

Quando descobriu o resultado do exame, no dia 10, Bill foi colocado em isolamento e tratado pela equipe do espaço, que usava equipamentos como luvas e máscaras para proteger o paciente.

Nesta semana, o americano foi considerado oficialmente curado, segundo o Koin. E o melhor: a recuperação chegou bem a tempo do aniversário de 104 anos do idoso. Claro, teve festinha na Edward C Allworth – mas com moderações.

Como visitantes não estão sendo permitidos dentro do local, por medida de segurança com os residentes, Bill foi levado para a porta da Casa de Veteranos e surpreendido pela família, à distância. Avô de dois netos – além de ter seis bisnetos e cinco tataranetos -, o idoso disse que estava se sentindo “muito bem”. “Sobrevivi. Estou bom para viver mais”, brincou, segundo o Koin.

Filha de Bill, Carolee Brown disse ao canal que essa não era a forma que queriam para celebrar o aniversário de 104 anos do veterano – no de 101, reuniram 200 pessoas. “Mas nós estávamos tão felizes que ele se recuperou disso que tínhamos que fazer algo por ele”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui