Para tentar reduzir o número de pessoas que desrespeitam o isolamento social, medida adotada para reduzir a possibilidade de contágio do novo coronavírus, a prefeitura ordenou a retirada dos equipamento de ginástica ao ar livre instalados por Salvador.

A  retirada será feitapela Companhia de Desenvolvimento Urbano de Salvador (Desal), que já recolheu os equipamentos instalados nas praças Wilson Lins (Pituba), Lord Cochrane (Garibaldi), Largo do Tanque e Vale das Pedrinhas, nesta terça-feira (07). A primeira praça a ter os equipamentos retirados foi a de São Caetano.

“Nestas localidades a população não está respeitando a ordem de isolamento social. Então, para ajudar no cumprimento do decreto será feita a remoção desses equipamentos. É necessário que as pessoas colaborem e permaneçam em casa”, afirma o presidente da Desal, Marcílio Bastos. Outras praças passarão por vistorias e, se o fluxo de pessoas permanecer, as demais academias públicas também terão os equipamentos retirados.

A operação de retirada será realizada pela equipe de serralheria da Desal, que também ficará responsável pela manutenção dos equipamentos, e contará com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). Após as medidas de isolamento, os equipamentos serão reinstalados.

Salvador tem aproximadamente 260 academias ao ar livre em diversos bairros da cidade, distribuídas em praças, parques e na orla. Segundo a prefeitura, os equipamentos foram instalados em 2014, por conta do aumento do sedentarismo e o crescente índice de pessoas com aumento de peso. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui