Internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com covid-19, Boris Johnson, primeiro ministro do Reino Unido, não vem recebendo visitas de sua noiva, Carrie Symonds. Isso pois o hospital onde ele está, St. Thomas, proibiu todas as visitas a pacientes adultos, independente do quadro clínico, por causa da pandemia do novo coronavírus.

A britânica, que está grávida de seis meses do primeiro filho do casal, chegou a apresentar sinais da doença. “Passei a semana passada na cama com os principais sintomas do coronavírus”, postou Carrie, sábado (4), no Twitter. “Não precisei ser testada e, depois de sete dias de descanso, me sinto mais forte e estou melhorando”, continuou.

Segundo Carrie, a possibilidade de contrair o novo coronavírus durante a gravidez foi “obviamente preocupante”, mas que pesquisar sobre o risco da covid-19 para mulheres gestantes foi “tranquilizador”.

Boris Johnson foi internado no hospital St. Thomas no último domingo (5) e, após apresentar piora em seu quadro, foi transferido para a UTI na segunda-feira (6).

Em entrevista ao Sky News, Sonia Purnell, autora da biografia do primeiro-ministro, lamentou a situação da noiva de Johnson. “Não poder acompanhar seu companheiro no hospital… Só posso imaginar a agonia da Carrie, que, como sabemos, deve dar à luz no início do verão. É um pesadelo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui