Um padre da Arquidiocede de Salvador foi diagnosticado com coronavírus. Bento Viana, 53 anos, está internado no Hospital São Rafael desde o dia 31 de março e seu estado de saúde é estável.

De acordo com o administrador apostólico da Arquidiocese de São Salvador da Bahia, Dom Murilo Krieger, o sacerdote atua na Paróquia Ascensão do Senhor, no Centro Administrativo da Bahia e também é Capelão da unidade hospitalar onde está internado. 

Padre Bento está isolado e não apresenta todos os sintomas característicos da covid-19, já que não sentiu falta de ar. Ainda não há informações de como ele contraiu a doença.

“Peço as orações de todos por este sacerdote e pelos demais sacerdotes e profissionais da saúde que têm se dedicado ao acompanhamento dos enfermos”, escreveu Dom Murilo, em comunicado enviado à imprensa.

Padre Bento

“Ele é um grande colaborador. Não moramos juntos, mas se encontramos na igreja. Todo mundo na paróquia está em oração constante, permanente. Nas missas que celebramos pelas redes sociais, rezamos por ele”, disse o Padre Manoel Filho, pároco da Paróquia Ascensão do Senhor. Seu último contato com o paciente foi há três semanas.  

Desde a determinação da Arquidiocese para a suspensão das atividades nas igrejas católicas de Salvador, a paróquia está fechada. “Mas sempre mantenho contato com ele e peço notícias. Ele está lúcido e se recupera bem”, disse o padre Manoel.  

Antes de assumir os atuais serviços na Arquidiocese, padre Bento Viana já foi pároco e vigário da Paróquia Divino Espírito Santo, no Vale dos Lagos, além de responsável pela Pastoral Universitária (PU).  

“Ele sempre foi muito carinhoso, tem um senso paterno e entende a realidade do universitário católico, que não é fácil”, disse Silas Oliveira, que estuda Geologia na Universidade Federal da Bahia (Ufba), é membro da Pastoral Universitária e conviveu com o padre por cerca de um ano e meio, até 2017, quando ele se afastou da PU para se dedicar às outras atividades.  

Padre Bento celebrou missas para os alunos da Ufba até 2017 (Foto: Arquivo pessoal)

“Eu gosto muito dele. Muitas pessoas que fazem direção espiritual com ele gostam. Ele é acolhedor, brincalhão e ao mesmo tempo firme, diz as verdades que precisam ser ouvidas”, disse uma ex-coroinha dele, que preferiu não se identificar.  

Ela faz parte da Paróquia Divino Espírito Santo e tinha o costume de frequentar as missas que o padre realizava no Hospital Roberto Santos, que é perto de sua casa.

“Quando recebemos a notícias de que ele tinha sido infectado, busquei não espalhar, pois isso é algo que assustas as pessoas. Mas ele está estável e aos poucos todos foram sabendo. Estamos agora avisando e pendido para que todos rezem por sua saúde. Tenho fé que ele vai melhorar”, disse.

Casos na Bahia
Em boletim mais recente, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) informou que a Bahia tem 497 casos confirmados do novo coronavírus. Até o momento, 3.404 casos foram descartados, 128 pessoas estão recuperadas e 16 morreram, sendo 11 em Salvador, Lauro de Freitas (1), Itapetinga (1), Utinga (1), Araci (1) e Adustina (1). Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 12 horas desta quarta-feira (8).

Ao todo, 50 pessoas encontram-se internadas, sendo 28 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

* Com orientação da chefe de reportagem Perla Ribeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui