Uma mulher dos Estados Unidos deu à luz enquanto estava em coma induzido por causa do novo coronavírus. Moradora da cidade de Vancouver, em Washington, Angela Primachenko teve parto realizado no dia 1º de abril e nasceu uma menina saudável e sem covid-19.

A mulher apresentou os primeiros sinais do vírus no 22 de março, quando estava com 33 semanas de gestação. “Dois dias depois, estava com febre e estava tipo: ‘Estou grávida e com o corona por aí, só vou ao hospital para fazer o teste”, relatou a irmã gêmea de Angela, Oksana Luiten, ao site KGW8.

O resultado deu positivo e a russa radicada nos EUA precisou ser internada. No dia 29 de março, estava tão fraca por causa dos sintomas que os médicos acharam melhor induzir o coma, para que ela pudesse usar sua energia no combate à doença.

Três dias depois, em 1º de abril, foi a vez de induzir o parto da filha de Angela. E, após cinco dias, ela começou a apresentar melhora. Em 5 de abril, foi retirada da ventilação. “Seus pulmões passaram a ter mais espaço e todos os seus nutrientes puderam chegar até ela. A bebê está na UTI neonatal por enquanto. Depois, será mandada para casa com o pai”, disse Oksana. O marido de Angela, David, assim como a filha, não está com a covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui