Parte do time de atores da Globo sentiu no bolso a suspensão das gravações de novelas por conta do coronavírus. Segundo o portal NaTelinha, a emissora cortou alguns salários, situação que irritou uma parcela dos seus contratados que foram pegos de surpresa ao verificar os valores depositados na última segunda-feira (06). 

A medida afetou principalmente quem trabalha no regime PJ (pessoa jurídica), cujos vencimentos caem na conta no quarto dia útil do mês – também conhecido como a útima segunda-feira (06). Para a surpresa deste grupo, parte dos vencimentos estava cortada sem nenhum aviso prévio. 

Entretanto, ainda de acordo com apuração do NaTelinha, o corte não é diminuição de salário por causa da crise econômica que atinge o país durante a pandemia, mas sim por conta de uma cláusula contratual. Todo artista da dramaturgia da emissora tem um salário definido em seu contrato, mas quando este profissional está trabalhando em alguma produção da casa, os valores sobem em até 30% – o percentual é diferente de caso a caso. 

E foi este grupo que teve o corte dos salários. Artistas envolvidos em produções como Amor de Mãe e Salve-se Quem Puder, que foram suspensas em plena exibição devido à proibição de novas gravações, além do elenco de Em Seu Lugar, a próxima trama das 21h e Nos Tempos do Imperador, das 18h, tiveram o percentual retirado. 

Como muita gente trabalhou parte de março, os valores pagos foram proporcionais, mas a diferença foi grande em relação ao que era esperado. Ainda segundo o portal, uma das atrizes de Amor de Mãe, por exemplo, ficou irritada ao conferir o deposito em sua conta corrente.

Outros cortes
Não foram apenas nas novelas que aconteceram os cortes. Artistas que estavam trabalhando em projetos de séries sofreram do mesmo problema. Produções como Anjo de Hamburgo e a segunda temporada de Aruanas tiveram de ser paralisadas por causa da quarentena. 
Portanto, nomes como Sophie Charlotte e Débora Falabella tiveram seus salários enxutos no mês de abril e seguirão sem receber o adendo financeiro até que as gravações retornem. 

A regra, no entanto, é válida apenas para quem tem contrato fixo com a emissora; profissionais em contrato por obra continuam recebendo para manter o vínculo e não correr o risco de, no retorno das gravações, terem fechado outro projeto.

Autores não sofreram
Mesmo novelistas, alguns com salários milionários, também possuem o aumento de até 30% enquanto estão com um projeto aprovado e, neste caso, a Globo não descontou este aumento. O NaTelinha apurou que a decisão se deu porque eles continuam escrevendo capítulos e fazendo ajustes. 

Manuela Dias e Daniel Ortiz, inclusive, já entregaram blocos de capítulos para a avaliação do Fórum de Dramaturgia, uma vez que tanto Amor de Mãe quanto Salve-se Quem Puder terão de passar por mudanças, por conta do período de gravação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui