O procurado pela Polícia Civil e pelo Poder Judiciário da Bahia e preso na quarta-feira (8), em Primavera do Leste, no Mato Grosso, Jeanderson da Silva Araújo, 24 anos, é apontado como uma das lideranças do tráfico de drogas de Luís Eduardo Magalhães, no Oeste baiano. De acordo com o Departamento de Polícia do Interior da Bahia (Depin), ele possuía mandados de prisão em aberto por homicídios cometidos em Irecê.

Segundo a Polícia Civil da Bahia, o homem também é investigado por atuação no tráfico de drogas e crimes contra instituições financeiras. A corporação do Mato Grosso ainda aponta que Jeanderson responde por diversas ameaças feitas a policiais. A prisão foi fruto de uma ação conjunta da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Primavera do Leste e da Polícia Civil baiana.

A investigação que resultou na prisão do foragido iniciou na Bahia e finalizou com o cumprimento do mandado de prisão no Mato Grosso. A equipe da Derf iniciou os trabalhos de busca pelo suspeito assim que recebeu a informação da Polícia Civil da Bahia de que o suspeito estava em Primavera do Leste.

A ação foi desenvolvida pelo Núcleo de Inteligência de Primavera do Leste e equipe operacional da Derf. No momento da prisão, Jeanderson portava um revólver calibre 38, com oito munições, e documento de identidade falso.

De acordo com a delegada da Derf Primavera do Leste, Anamaria Machado Costa, a prisão do foragido foi possível devido à integração com as polícias de outros estados. “O delegado da Bahia ressaltou a importância da prisão uma vez que o suspeito era procurado há muito tempo devido à gravidade dos crimes cometidos”, afirmou a delegada.

Conhecido como Momo, Jeanderson era a carta 7 de paus do Baralho do Crime da Bahia. Ele nasceu em São Paulo, mas atuava nos municípios de Irecê e Luís Eduardo Magalhães.

De acordo com a Polícia, Jeanderson estava em Primavera do Leste há pelo menos uma semana. Segundo o portal G1 do Mato Grosso, ele estaria no estado para articular os próximos passos de um esquema de tráfico de drogas. 
 
A investigação aponta que o suspeito estaria planejando chegar até a fronteira do Brasil com a Bolívia para negociar a compra e venda de drogas. Segundo o G1, Jeanderson está preso na cadeia pública de Primavera do Leste, mas deve ser transferido para uma unidade prisional da Bahia nos próximos dias. A data não foi informada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui