Uma bebê de apenas sete meses foi baleada na cabeça durante uma ação policial no bairro da Mata Escura, na noite de domingo (12), por volta das 18h. A criança foi socorrida pelos familiares para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim Santo Inácio, onde precisou ser transferida imediatamente para o Hospital Geral do Estado (HGE). Familiares acusam policiais militares de terem efetuado os disparos. A Polícia Militar informou que vai instaurar Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias da ocorrência.

De acordo com os familiares, a criança segue internada na unidade de saúde. No entanto, ela não corre mais risco de morte, pois a bala que estava alojada na cabeça já foi retirada. No entanto, a bebê segue internada em observação na unidade de saúde.

Tia da bebê, a doméstica Marli da Conceição, 32 anos, contou que os policiais chegaram atirando numa festa de paredão que estava ocorrendo no bairro, próximo à casa da família. Segundo ela, no local havia outras crianças e houve muita correria na hora dos disparos.

“Os policiais já chegaram atirando. Infelizmente, um dos tiros atingiu ela na cabeça. Ela estava no colo do pai, ele está desesperado. Eles não estavam na festa, estavam na porta de casa. Foi tudo muito rápido. Eles nem sequer deram socorro. Nós, da família, que levamos ela para a UPA”, contou.

Em nota, a Polícia Militar informou que uma equipe da 48ª Companhia Independente (CIPM/Sussuarana) foi acionada pelo Centro Integrado de Comunicação (Cicom), órgão da Secretaria de Segurança Pública do Estado, após informações de que havia “indivíduos armados e traficando drogas na Rua da Independência, no bairro da Mata Escura”.

Ainda conforme a PM, no local, os policiais foram recebidos a tiros e houve revide. Após cessar os disparos, um homem foi encontrado baleado e foi socorrido imediatamente para o hospital, onde morreu em seguida. Com ele, foram apreendidos uma pistola calibre 380, oito pedras de crack, 30 pinos de cocaína e um aparelho celular.

Horas depois da ação, o coordenador regional foi informado que havia uma criança ferida, sem informações da origem. Diante dos fatos, a PM irá instaurar um Inquérito Policial Militar (IPM), para apurar as circunstâncias da ocorrência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui