A prefeitura incluiu todas as agências bancárias no decreto municipal que determina a obrigatoriedade do fornecimento de máscaras aos trabalhadores. A medida havia sido anunciada na última quinta-feira (9), com prazo para entrar em vigor na próxima quinta-feira (16). Agora, os bancos se juntam às empresas de obras públicas e privadas, supermercados, empresas de limpeza urbana e postos de combustíveis.

A medida já anunciada é mais uma ação adotada pela prefeitura para frear a proliferação do coronavírus pela capital baiana. E, de acordo com o prefeito ACM Neto, quem não obedecer ao decreto estará sujeito a ter as atividades interrompidas pela prefeitura.

“Não só as agências, mas também todas as obras que estiverem acontecendo na cidade, supermercados e postos de combustíveis. Quem não disponibilizar máscaras para o seu trabalhador vai ser fechado e interditado pela prefeitura. Essa é a nossa determinação. Demos um prazo para não ser da noite para o dia. No caso das agências bancárias, estou anunciando hoje, mas o prazo será o mesmo. As empresas que não disponibilizarem máscaras para seus funcionários estarão proibidas de funcionar e sujeitas a interdição”, explicou o prefeito.

Neto revelou que, ao longo da semana, a prefeitura irá anunciar mais medidas de combate à proliferação do coronavírus pela cidade, como a ampliação de empresas e atividades sob exigência do uso da máscara para o funcionamento.

“Nós vamos ampliar, ao longo desta semana, o rol de atividades que vão estar sob exigência do uso das máscaras. A gente tem demonstrado que quanto mais usarmos a máscara, mais fácil será enfrentar o vírus e conseguiremos retomar a normalidade na nossa cidade. É por isso que vamos ampliar as atividades, como já estamos fazendo com todas as agências bancárias”, completou.

*Com supervisão da chefe de reportagem Perla Ribeiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui