Jana. É este o nome da assistente virtual que ajudará no minitoramento do coronavírus em Salvador. A ferramenta foi lançada na tarde desta terça-feira (14), pela prefeitura de Salvador. A plataforma, acessada através do site www.assistentevirtual.salvador.ba.gov.br, visa ajudar a população com dúvidas sobre a pandemia. 

Os detalhes da iniciativa foram apresentados pelo prefeito ACM Neto, ao lado do vice-prefeito Bruno Reis e do diretor de Modernização e Tecnologia de Gestão (DMTG), Luís Gaban, em coletiva online. A ferramenta foi desenvolvida pela DMTG, vinculada à Secretaria de Gestão (Semge), com apoio da Companhia de Governança Eletrônica (Cogel) e Secretaria Municipal da Saúde (SMS).
 
Ao acessar o site, o cidadão conta com informações sobre o que é o coronavírus, como a doença é transmitida e formas de prevenção. Caso alguém esteja sentindo sintomas suspeitos e esteja em dúvida de como proceder, é possível fazer um teste respondendo a uma série de perguntas relacionadas ao próprio estado de saúde. O questionário envolve opções de respostas “sim”, “não” e múltiplas escolhas.
  Com base na combinação dos dados, Jana pode dar cinco orientações, tais como praticar isolamento domiciliar, ficar em casa e continuar tomando medicamentos habituais, observar a evolução dos sintomas por 24 horas, necessidade de uma avaliação médica em uma unidade de saúde ou de pronto atendimento. Para esses últimos casos, o site conta também com um Mapa da Saúde, que apresenta os endereços de todos os postos municipais de saúde da capital baiana. 

“A ideia dessa ferramenta é tornar mais humanizada essa passagem de informação utilizando a tecnologia. Além disso, o objetivo também é diminuir o fluxo de ligações para o Fala Salvador 156 e Disque Salvador 160. Às vezes, a pessoa está apenas com um resfriado e liga para esses números por não ter outro canal para tirar dúvidas”, explica Gaban. “Outras ferramentas já estão sendo pensadas e o objetivo é ampliar as informações, estreitar a comunicação com o cidadão, conscientizar as pessoas e tirar dúvidas utilizando há de mais moderno em termos de tecnologia”, afirmou ACM Neto.

* Com orientação da subeditora Clarissa Pacheco

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui