O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (14) que irá ordenar a suspensão do envio de verbas para a Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Hoje estou instruindo minha administração a interromper o financiamento da OMS enquanto uma revisão é conduzida para avaliar seu papel na severa má administração e no encobrimento da disseminação do coronavírus”, disse, em uma coletiva de imprensa na Casa Branca.

Trump acusa a entidade de lidar de forma inadequada com a pandemia de coronavírus. Há uma semana, o presidente americano já tinha ameaçado reter o dinheiro que os EUA enviam à organização, reclamando que ela “poderia ter avisado antes” sobre o perigo do vírus. Também postou uma mensagem em que se queixa que a OMS “dava muita atenção à China”.

Ele disse que, em dezembro de 2019, já haviam informações sobre a transmissão da doença, mas que a entidade desprezou a gravidade da ameaça. “Tantas mortes foram causadas por seus erros”, afirmou. Ele ainda repetiu que a OMS foi contrária à decisão dele de barrar voos da China em janeiro e que isso foi “desastroso”. 

“Por enquanto, redirecionaremos a saúde global e trabalharemos diretamente com outras pessoas. Toda a ajuda que enviarmos será discutida em cartas muito, muito poderosas e com grupos muito poderosos e influentes e grupos inteligentes”, falou Trump.

Segundo o levantamento da universidade Johns Hopkins desta terça-feira (14), os Estados Unidos possuem 594.207 casos e 25.402 mortes por covid-19.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui