A última quinta-feira (30) não foi fácil para o são-paulino. Ainda se recuperando da dura eliminação que o Tricolor sofreu no Campeonato Paulista diante do Mirassol por 3 a 2, no dia anterior, o torcedor foi surpreendido, à noite, com as arquibancadas do Morumbi ainda ocupadas pelos totens do projeto #MorumbiParaSempre, que prometia aproximar o torcedor da equipe com a volta das competições ainda sem público. Instaladas para a partida de quarta-feira, as fotografias não foram retiradas e “assistiram” à vitória do rival Corinthians sobre o Bragantino, e consequentemente, a classificação para as semifinais do torneio.

“Foi a gota d’água com o torcedor são-paulino”, disse Bruno Póvoa, sócio-torcedor que comprou um dos totens expostos, em entrevista à Jovem Pan. “Frequentamos estádio, compramos ingressos, camisas, totens para ajudar o clube, e somos obrigados a ver nossa imagem exposta no jogo de um dos maiores rivais – que se classificou, diga-se de passagem -, sem o mínimo cuidado”, desabafa. Assim como outros clubes do Brasil e do exterior, o São Paulo anunciou a venda como uma forma de manter a torcida presente mesmo durante a pandemia. O estádio do Morumbi, no entanto, foi escolhido pelo Bragantino para sediar a partida contra o Corinthians porque a cidade de Bragança Paulista, no interior do estado, ainda não foi liberada pelo governo estadual para receber jogos de futebol por causa da pandemia da Covid-19. A falta de cuidado no jogo do riva despertou um sentimento ainda pior no torcedor do São Paulo que já estava irritado com a eliminação. “A vergonha começou um dia antes. Expor o torcedor, que é o maior patrimônio do clube, a uma situação vexatória como essa é um absurdo”, completa.

O sentimento é compartilhado pela também sócia do clube Tânia Barbato. “Na quinta-feira a tarde eu recebi um e-mail avisando que já era possível visualizar a foto no site do Morumbi. O que já está errado, já que o jogo já tinha passado e eu não tinha visto. Quando recebi, pensei: ‘será que vão tirar para o jogo de hoje?’ Ainda brinquei em um grupo de amigos, tinha certeza que seria retirado”, conta. Procurado pela reportagem da Jovem Pan, o São Paulo preferiu não comentar o assunto.

“Quando resolvi postar algo no Twitter, vi que já estavam comentando. Posts, fotos dos jornalistas, fiquei muito brava. Se eu pensei nisso, como que ninguém lá dentro parou para pensar?” questiona Tânia. O fato do clube ter sido eliminado no dia anterior, e participado, mesmo que indiretamente, da classificação corintiana, deixou um gosto ainda mais amargo na boca dos tricolores. “Senti-me muito humilhada, já sabia que as piadas viriam. Por mais que o futebol seja tiração de sarro, não dá para tratar o torcedor assim. Pagamos pelos totens, para ajudar o clube. Fiquei indignada. É como se não tivesse uma pessoa competente lá dentro para pensar nisso. Ou foi descaso mesmo, ‘dane-se o torcedor, deixa ele lá’.”

Póvoa conseguiu ter acesso a imagem do seu totem, com o número 000001 – o que o faz acreditar que foi o primeiro a ser instalado. “Fiz o meu de máscara para lembrar desse momento doido que vivemos”, conta. Já Tânia, dois dias após a instalação das peças no Morumbi, ainda não conseguiu acessar a página para verificar como o seu totem ficou. Para ter a fotografia exposta por meio do projeto, o torcedor desembolsou entre R$ 119, para não-sócios com a entrega da foto em casa após a pandemia, e R$ 79, para sócios. “Algumas coisas não tem preço né?”, pondera Póvoa. “Barato não foi, óbvio. Mas vou guardar, daqui 45 anos vou contar aos meus netos”. Tânia compara o preço ao dos ingressos, mas não esconde a decepção. “Claro que é caro, mas achei razoável se você pensar no preço dos ingressos. Achei a iniciativa legal para o time, mas a desorganização fez com que tudo saísse errado”, afirma. Com a eliminação do Paulistão, o São Paulo só volta a campo em 9 de agosto, contra o Goiás, quando começa o Campeonato Brasileiro. A volta ao Morumbi está marcada para o dia 13, em jogo contra o Fortaleza de Rogério Ceni.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui