O britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, disputará o Grande Prêmio de Abu Dhabi, no circuito de Yas Marina, a última etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1, após dar negativo em teste para o novo coronavírus, segundo anunciou a organização da categoria nesta quinta-feira, 10. Dono por antecipação do título da temporada, o sétimo da carreira, Hamilton perdeu o Grande Prêmio do Sakhir, realizado no fim de semana passada, no Circuito Internacional do Bahrein, por causa da infecção, já que ainda precisava cumprir tempo mínimo de quarentena.

Com o retorno do heptacampeão mundial de Fórmula 1, o também britânico George Russell, que o substituiu, voltará a guiar pela Williams, equipe que defendeu ao longo do ano. Por sua vez, outro piloto originário do Reino Unido, Jack Aitken, não participará da etapa deste fim de semana.

Segundo comunicado emitido pela Mercedes, Hamilton cumpriu todos os protocolos exigidos pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), para estar a partir de amanhã no circuito de Yas Marina, quando os pilotos começarão oficialmente as atividades do GP de Abu Dhabi, um dia antes do primeiro treino livre. Ainda segundo a organização da Fórmula 1, o TL1 terá como uma das atrações do alemão Mick Schumacher, filho do heptacampeão mundial, Michael Schumacher, que conduzirá um dos carros da Haas, equipe que o contratou para a próxima temporada.

*Com informações da EFE