Após a polêmica prova Bate e Volta que aconteceu no último domingo, 7, no “BBB 21”, a Globo se posicionou e, em nota enviada à Jovem Pan, informou que não irá cancelar a prova vencida por Karol Conká. “As mangueiras da prova eram todas cenográficas e não tinham qualquer conexão real com os chuveiros, que só eram acionados manualmente pela direção de prova, quando o número correto era escolhido pelo participante. Portanto seria impossível um participante adivinhar o número correto observando as mangueiras. A prova segue valendo”, diz o comunicado. 

Na prova, os participantes tinham que abrir registros que estavam no jardim e quem escolhesse o registro 17, único que ligava os chuveiros, se livraria do paredão. A validação da prova disputada por Karol Conká, Juliette e Arcrebiano passou a ser questionada após a cantora dizer na casa que ganhou porque ficou analisando as mangueiras que supostamente levavam a água até o chuveiro. Segundo a cantora, várias mangueiras não estavam conectadas e ela percebeu que a 17 estava com pressão. A Globo desmentiu a informação. “O Bil conta muito com a sorte dele, só que a soberba uma hora derruba. Eu sabia que eu ia voltar porque eu tinha que pedir perdão para a Carla e passar mais uma semana aqui para aprender a lidar com as coisas que estão me sufocando aqui dentro”, afirmou a rapper após vencer a disputa. O público não se conformou e subiu diversas tags no Twitter pedindo para que Boninho cancelasse a prova.