A busca pela paternidade e a descoberta de que uma família pode ser formada de diferentes formas norteiam o novo filme original da Netflix, “Pai em Dobro”. Protagonizado por Maisa, o filme reforça o talento de atriz da ex-apresentadora do SBT. A trama escrita por Thalita Rebouças narra a história de Vicenza, uma jovem hippie que decide ir atrás do seu pai biológico ao completar 18 anos. Ela vai escondida da mãe, Raion, interpretada por Laila Zaid, que resolve fazer uma viagem para a Índia. Deixando sua comunidade, Vicenza chega ao Rio de Janeiro e descobre dois possíveis pais: Paco (Eduardo Moscovis) e Giovani (Marcelo Médici). “A Vicenza é completa. Ela demonstra maturidade, mas tem um olhar de criança descobrindo coisas que não conhecia, como quando ela vê uma escada rolante pela primeira vez”, comentou Maisa.

Thalita Rebouças afirmou que a atriz se encaixou perfeitamente na personagem que ela criou, mesmo elas possuindo realidades bem diferentes. “Maisa trouxe essa pureza, parecia que ela estava vendo as coisas pela primeira vez.” A autora, que faz sucesso entre o público teen, já está acostumada a adaptar seus livros para roteiros de filmes, mas essa foi a primeira vez que ela fez o processo inverso. “Transformar o filme em livro foi a coisa mais divertida da minha carreira. Não precisei cortar nada, o livro você pode escrever à vontade”, comentou Thalita, que também decidiu dar um novo tom a esse projeto especial. “As pessoas sempre me relacionaram com o humor, mas sinto que agora estou indo mais para o lado da emoção.”

Um dos pontos altos do longa foi suavizar o encontro de Vicenza com seus possíveis pais, Paco e Giovani, pois eles rapidamente demonstram interesse em conhecer a suposta filha após 18 anos. “Quando eu assisti, fiquei na torcida pelos dois pais. Sinceramente, acho que eu teria uma reação parecida com a do Giovani, porque a Vicenza é encantadora”, afirmou o ator Marcelo Médici. Para Eduardo Moscovis, o filme pode gerar muita identificação do público, pois a protagonista é uma jovem que busca suas origens. “O filme propõe de forma leve várias questões relevantes, como assumir a paternidade, pois várias crianças não possuem esse reconhecimento”, analisou o intérprete de Paco. Maisa definiu “Pai em Dobro” como “um trabalho muito afetuoso” e acredita que pode fazer sucesso no exterior – assim como outros títulos brasileiros da Netflix como “Tudo Bem no Natal que Vem”. Vale ressaltar que esse é primeiro, mas não será o único projeto da artista em parceira com a plataforma de streaming.