A cerimônia de entrega do Oscar 2021 será realizada neste domingo, 25, em Los Angeles, após ter sido adiada em dois meses devido à pandemia de Covid-19. Com os serviços de streamings dominando o cenário de indicações devido ao fechamento dos cinemas, muitas das produções podem ser vistas direto do sofá de casa para quem tem assinatura da NetflixAmazon Prime VideoTelecine, Apple TV+ ou Hulu. Este último tem o conteúdo bloqueado para o Brasil, mas é possível assistir aos filmes com o auxílio de uma rede virtual privada (VPN), que cria uma conexão segura na qual o IP do computador é ocultado, escondendo também de qual país a pessoa está acessando a internet. No entanto, para ter o catálogo disponível é necessário adquirir um dos quatro planos oferecidos, que variam de US$ 5,99 (R$ 32,80) a US$ 64,99 (R$ 355,99). A plataforma aceita pagamento por cartão de crédito (com endereço nos Estados Unidos) e cartão-presente da Hulu (que pode ser encontrado no site do PayPal).

Tem para todos os gostos nos serviços de streaming: filmes dramáticos, de época, documentários com temática social, mini-docs voltados à relação humana, animações 3D e 2D e muita representatividade na categoria de atores, atrizes e diretores. Só a Netflix tem 19 concorrentes em seu catálogo, com destaque para “Mank” e “Os Sete de Chicago”, indicados ao prêmio de melhor filme, e “A Voz Suprema do Blues”, que emplacou Viola Davis entre as postulantes à estatueta de melhor atriz. Se você ainda não assistiu aos concorrentes, essa é a hora de maratonar tudo. Confira abaixo quais filmes indicados ao Oscar 2021 estão disponíveis em plataformas de streaming:

Melhor filme

“Meu Pai”
AppleTV+, YouTube, Now e Google Play

“Judas e o Messias Negro”
Em cartaz nos cinemas do país

“Mank”
Netflix

“Minari”
Em cartaz nos cinemas do país

“Nomadland”
Hulu

“Bela Vingança”
Estreia nos cinemas em maio

“O Som do Silêncio”
Amazon Prime Video

“Os 7 de Chicago”
 Netflix

Melhor direção

Thomas Vinterberg – “Druk – Mais uma Rodada”  (Hulu)
David Fincher – “Mank” (Netflix)
Lee Isaac Chung – “Minari’ (em cartaz nos cinemas)
Chloé Zhao – “Nomadland” (Hulu)
Emerald Fennell – “Bela Vingança” (estreia nos cinemas em maio)

Melhor atriz

Viola Davis – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
Andra Day – “Estados Unidos vs Billie Holiday” (Hulu)
Vanessa Kirby – “Pieces of a Woman” (Netflix)
Frances McDormand – “Nomadland” (Hulu)
Carey Mulligan – “Bela Vingança” (estreia nos cinemas em maio)

Melhor ator

Riz Ahmed – “O Som do Silêncio” (Amazon)
Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
Anthony Hopkins – “Meu Pai” (AppleTV+, YouTube, Now e Google Play)
Gary Oldman – “Mank” (Netflix)
Steve Yeun – “Minari” (em cartaz nos cinemas)

Melhor atriz coadjuvante

Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Amazon)
Glenn Close – “Era Uma Vez um Sonho” (Netflix)
Olivia Colman – “Meu Pai” (AppleTV+, YouTube, Now e Google Play)
Amanda Seyfried – “Mank” (Netflix)
Yuh-Jung Youn – “Minari” (em cartaz nos cinemas)

Melhor ator coadjuvante

Sacha Baron Cohen – “Os 7 de Chicago” (Netflix)
Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro” (em cartaz nos cinemas)
Leslie Odom Jr. – “Uma noite em Miami” (Amazon)
Paul Raci – “O Som do Silêncio” (Amazon)
Lakeith Stanfield – “Judas e o Messias Negro” (em cartaz nos cinemas)

Melhor filme internacional

“Druk – Mais uma Rodada” – Dinamarca (Google Play e YouTube)
“Shaonian de Ni” – Hong Kong
“Collective” – Romênia
“The Man Who Sold His Skin” – Tunísia
“Quo Vadis, Aida?” – Bósnia e Herzegovina (Now e Google Play)

Melhor roteiro adaptado

“Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Amazon)
“Meu Pai” (AppleTV+, YouTube, Now e Google Play)
“Nomadland” (Netflix)
“Uma Noite em Miami” (Amazon)
“O Tigre Branco” (Netflix)

Melhor roteiro original

“Judas e o Messias Negro” (em cartaz nos cinemas)
“Minari” (em cartaz nos cinemas)
“Bela Vingança” (em maio nos cinemas)
“O Som do Silêncio” (Amazon)
“Os 7 de Chicago” (Netflix)

Melhor animação

“Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica” (Disney+)
“A Caminho da Lua” (Netflix)
“Shaun, o Carneiro: O Filme – A fazenda Contra-Ataca” (Netflix)
“Soul” (Disney+)
“Wolfwalkers” (Apple TV +)

Melhor curta de animação

“Toca” (Disney+)
“Genius Loci”
“Se Algo Acontecer … Te Amo” (Netflix)
“Opera”
“Yes People” – (Canal do Youtube da revista “The New Yorker”)

Melhor curta-metragem em live action

“Feeling Through” (YouTube)
“The Letter Room” (Vimeo)
“The Present”
“Dois Estranhos” (Netflix)
“White Eye” (T-Port)

Melhor documentário

“Collective”
“Crip Camp” (Netflix)
“The Mole Agent” (Amazon)
“Professor Polvo” (Netflix)
“Time” (Amazon)

Melhor documentário de curta-metragem

“Collete” (YouTube)
“A Concerto is a Conversation” (YouTube)
“Do Not Split” (Vimeo)
“Hunger Ward” (Paramount+ e PlutoTV)
“A Love Song for Natasha” (Netflix)

Melhor trilha sonora

“Destacamento Blood” (Netflix)
“Mank” (Netflix)
“Minari”(em cartaz nos cinemas)
“Relatos do Mundo” (Netflix)
“Soul” (Disney+)

Melhor som

“Greyhound: Na mira do inimigo” (Apple TV+)
“Mank” (Netflix)
“Relatos do Mundo” (Netflix)
“Soul”  (Disney+)
“O Som do Silêncio” (Amazon)

Canção original

“Fight for You” – “Judas e o Messias Negro” (em cartaz nos cinemas)
“Hear My Voice” – “Os 7 de Chicago” (Netflix)
“Husa’vik” – “Festival Eurovision da Canção: A Saga de Sigrit e Lars” (Netflix)
“Io sì” – “Rosa e Momo” (Netflix)
“Speak Now” – “Uma Noite em Miami” (Amazon)

Melhor figurino

“Emma” (Telecine)
“A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
“Mank” (Netflix)
“Mulan” (Disney+)
“Pinóquio” (Google Play e YouTube)

Maquiagem e cabelo

“Emma” (AppleTV+, YouTube, Now e Google Play)
“Era Uma Vez um Sonho” (Netflix)
“A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
“Mank” (Netflix)
“Pinóquio” (Now e Google Play)

Efeitos visuais

“Problemas Monstruosos” (Amazon)
“O Céu da Meia-Noite” (Netflix)
“Mulan” (Disney+)
“O Grande Ivan” (Disney+)
“Tenet” (Now, Apple TV, Google Play e YouTube)

Melhor fotografia

“Judas e o Messias Negro” (em cartaz nos cinemas)
“Mank” (Netflix)
“Relatos do Mundo” (Netflix)
“Nomadland” (Hulu)
“Os 7 de Chicago” (Netflix)

Melhor edição

“Meu Pai” (AppleTV+, YouTube, Now e Google Play)
“Nomadland” (em cartaz nos cinemas)
“Bela vingança” (em maio nos cinemas)
“O Som do Silêncio” (Amazon)
“Os 7 de Chicago” (Netflix)

Melhor design de produção

“Meu Pai” (AppleTV+, YouTube, Now e Google Play)
“A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
“Mank” (Netflix)
“Relatos do Mundo” (Netflix)
“Tenet” (Now, Apple TV, Google Play e YouTube)