Na última terça-feira, 07, horas antes do Maui Pro – primeira etapa do circuito mundial de surfe feminino – dar início às semifinais, um homem de 56 anos foi atacado por um tubarão na baia de Honolua. Na ocasião, os jornais locais anunciaram que a vítima tinha sido socorrida com vida para um hospital da região. De acordo com o TMZ Sports, o homem (que não competia em nenhum evento) passou por uma cirurgia, mas teve complicações e faleceu na noite desta quarta-feira, 09. Sua identidade e os ferimentos que sofreu não foram divulgados para a mídia.

Após o ataque, a WSL anunciou que trocaria o local de prova do Maui Pro. “A WSL decidiu não continuar a disputar as baterias restantes em Honolua Bay. Estamos trabalhando em opções para completar o evento Maui Pro em um local alternativo no Havaí. Informaremos a todos em breve”, escreveram em suas redes sociais nesta quarta-feira. A nova praia ainda não foi divulgada. No momento, a disputa masculina no Billboard Pipe Masters, na ilha de Oahu, segue normalmente.