A partida entre Paris Saint-Germain e Istanbul Basaksehir, no Parque dos Príncipes, na França, foi paralisada e suspensa nesta terça-feira, 8, no jogo válido pela sexta e última rodada da Liga dos Campeões da Europa. O motivo para a suspensão do confronto ainda no primeiro tempo foi um suposto caso de racismo praticado pelo romeno Sebastian Colţescu, quarto árbitro do duelo, contra o ex-jogador Pierre Webo, membro da comissão técnica do Basaksehir, que estava no banco de reservas.

Logo após a possível injuria racial do árbitro romeno, aos 14 minutos da etapa inicial, diversos atletas do banco de reservas do Basaksehir reclamaram. Demba Ba, atleta do time turco, inclusive, acabou recebendo o cartão vermelho. Depois de cerca de dez minutos de discussão, contando com a participação de dirigentes de ambos os clubes, os atletas dos dois times deixaram o campo e se dirigiram ao vestiário. A Uefa, por enquanto, trata a partida como suspensa e ainda não definiu se ela será retomada hoje.

Na partida realizada pelo Grupo H, o Paris Saint-Germain, de Neymar, Mbappé e companhia, estava jogando pelo empate para avançar às oitavas de final do torneio. O Istanbul, por sua vez, é o lanterna da chave, não possui mais chances de classificação para a próxima fase e nem para a Liga Europa.