O Hospital Sírio-Libanês informou na tarde desta terça-feira, 15, que o treinador Vanderlei Luxemburgo, de 68 anos de idade, está com quadro estável, mas não tem previsão de alta. Diagnosticado com a Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, o técnico está internado desde a última segunda-feira, 14. “O senhor Vanderlei Luxemburgo da Silva deu entrada no Hospital Sírio-Libanês, dia 11 de dezembro, diagnosticado com Covid-19, com quadro moderado. Ele foi medicado e seu estado clínico é estável, sem necessidade de oxigenoterapia. O paciente deverá permanecer internado, sem previsão de alta, e está sendo acompanhado pela equipe médica coordenada pelo Prof. Dr. Esper Kallas”, comunicou em nota.

Ontem, Luxemburgo deu entrada no hospital com febre e bastante tosse. Nos exames, apareceu que a Covid-19 já havia atacado cerca de 15% a 20% do pulmão. Em julho, quando ainda comandava o Palmeiras, ele teve a doença na forma assintomática e se recuperou em casa. Agora, se queixou de mal estar e precisou receber atendimento médico. Luxa havia passado o fim de semana no Rio de Janeiro e começou a sentir fortes dores na cabeça e pelo corpo. O treinador voltou para São Paulo e imediatamente foi levado ao Sírio-Libanês.

Luxemburgo está desempregado desde que foi demitido do Palmeiras em outubro, após três derrotas seguidas. O último jogo dele à frente do Verdão foi em 14 de outubro, uma derrota para o Coritiba, no Allianz Parque, por 3 a 1. O clube trouxe para a vaga dele o português Abel Ferreira, que também teve Covid-19 e se recuperou recentemente.