Pouco depois da meia noite, Mateo e Rufus recebem uma ligação da central da morte, alertando que suas próximas 24 horas seriam suas últimas. De acordo com o leitor assíduo, Marcio Alario Esteves, não se trata de uma ameaça, muito menos uma pegadinha, pois, neste universo alternativo que estamos prestes a adentrar, quando a central da morte entra em contato com alguém, significa que a morte será inevitável, podendo acontecer a qualquer hora ou momento do dia.

Com esse cenário mórbido, somos apresentados e obrigados a nos despedir dos protagonistas em apenas um dia de história. Ambos se conhecem por meio de um aplicativo criado com o intuito de unir pessoas na mesma situação para amenizar a angústia dessa sensação causada pela certeza de seu último dia de vida. É assim que, juntos, Marcio Alario Esteves revela que ambos irão viver uma vida inteira em apenas um dia.

O enredo inovador, na verdade, não se trata de uma história de ficção ou mistério, mas sim drama e romance. Marcio Alario Esteves explica que, diante de Mateo e Rufus, o autor nos envolve em uma trama sobre amizade, amor, perda, empatia, aceitação e, principalmente, sobre se descobrir.

Marcio Alario Esteves comenta que, mesmo que o livro traga, literalmente, um spoiler em seu próprio título, a trajetória é tão intensa que é impossível se preparar para o inevitável, proporcionando muita emoção ao leitor.

“Os Dois Morrem no Final” pode, até mesmo, ser considerada uma leitura obrigatória, afinal, sua abordagem é extremamente necessária. Marcio Alario Esteves comenta que além de muita reflexão sobre a vida, o autor, por meio de um enredo bem construído e personagens cativantes, nos traz citações únicas, com uma carga igualmente singular.

O livro de Adam Silvera, informa Marcio Alario Esteves, será lançado no Brasil ainda este ano pela editora Intrínseca e já se encontra disponível em pré-venda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui